Foto: Internet
ratos
BV está infestada de animais tarados
SÓ TARADO!

BV infestada de “Jack’s”

Dispara número de estupros; até bebê de 4 meses e velhinha de 79 anos sofreram
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Entre janeiro e agosto deste ano, Roraima registrou 294 casos de crimes sexuais. O índice é maior do que o registrado em 2020 e 2019, que foi de 216 e 180 casos, respectivamente.

As vítimas são de idades variadas. A menor registrada foi um estupro de um bebê de 4 meses. A maior idade foi de 79 anos. A maioria dos estupros acontece com meninas.

Em 2021, 217 casos ocorreram com menores de 14 anos, onde se caracteriza estupro de vulnerável. É mais da metade dos casos registrados.

Boa Vista é a cidade roraimense que lidera o ranking. Só neste ano, de janeiro à agosto, foram 172 casos de estupro na Capital.

A titular da Delegacia da Mulher, Verlânia Silva de Assis, afirma que o número de estupro de vulneráveis é o que mais tem crescido no estado.

“É necessário informar que os menores de idade, em dadas circunstâncias, o consentimento dele não é válido, então um homem adulto sair com uma menina de 13 anos, mesmo ela dizendo que quer manter relação sexual, aquele consentimento a lei não considera válido. É estupro de vulnerável. É necessário que as pessoas tenham essa consciência”, explicou.

Para crimes sexuais utilizando a internet, a delegada faz uma alerta:

“Com a expansão das redes sociais, nós temos hoje aqueles encontros marcados. Então, marcou encontro com uma pessoa desconhecida, tem que ser em local público, em que qualquer situação de perigo, ela possa pedir socorro. Não pedir carona para desconhecidos, não andar em locais muito desabitados”.

Para denunciar casos de crimes sexuais em Roraima, bastar ligar:

181 – Disque denúncia

180 – Central de atendimento à mulher

190 – Polícia Militar

Veja também:

Publicidade