Foto: Divulgação
ja
O bonitão do Jalser queria voltar na marra à presidência da Ale/RR; tá, cheiroso!
TÁ, CHEIROSO!

Juiz “corta e apara curica” do Jalser

Deputado miliciano queria voltar na marra à presidência da Ale/RR; vai é pra cadeia
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Pela “milésima” vez, o “capa-preta” Alberto de Morais Júnior“, do TJ de Roraima, “cortou e aparou a curica” do fuleiro do Jalser. É que sem um pingo de vergonha na cara, o deputado miliciano, único do País, pediu para voltar à presidência da Ale/RR, mas o Júnior extinguiu o processo.

Já existe uma decisão no STF sobre o assunto. Portanto, segundo o magistrado, a Justiça roraimense não pode interferir. Júnior também ressaltou que, por conta disso, o deputado parece estar querendo “encontrar, indevidamente, caminho alternativo à apreciação pela instância competente”.

 

INDECENTE

A defesa do fuleiro do Jalser entrou com o pedido no TJ/RR na manhã de hoje (2). A solicitação ocorreu dois dias após o juiz Mozarildo Cavalcante mandar suspender a audiência na Subcomissão de Ética na ALE, ocasião em que as testemunhas de Jalser seriam ouvidas na terça passada, dia 30.

Antes disso, o parlamentar já havia entrado com o mesmo pedido no STF. Ele usou os mesmos argumentos: “estar sendo vítima de perseguição política” e que em outros Estados os presidentes de ALEs teriam retornado ao cargo. Tá, cheiroso!

 

“Pé na bunda”

Jalser seguia para o quarto mandato como presidente da Casa. Contudo, o ministro Alexandre de Moraes aplicou, no dia 25 de janeiro, o entendimento da Corte, e mandou afastar o fuleiro e realizar uma nova eleição. Foi quando o gato do Sampaio foi eleito.

 

Crime hediondo

O deputado miliciano comprovadamente foi o mandante do sequestro e tortura do jornalista Romano dos Anjos, crime ocorrido em outubro de 2020.

Em setembro e outubro deste ano, o MP de Roraima, junto com a Civil e PM, deflagraram a Operação Pulitzer, que meteu na tranca o bonit~]ao do Jalser e mais nove fuleiros, integrante da primeira milícia de Roraima.

Depois disso, o PSL entrou com pedido de cassação do mandato de Jalser. O motivo? Quebra de decoro. O jornalista Iury Carvalho também protocolou um pedido de afastamento. Em seguida, ele voltou à Casa e reforçou o pedido.

 

Abaixo-assinado

Um abaixo-assinado on-line colhe assinaturas da população para pedir mais uma vez a cassação de Jalser na ALE-RR. Dessa forma, até o momento, 700 pessoas apoiam a iniciativa.

Veja também:

Publicidade