Foto: Ascom/PMBV
prefes
O gato do Arthur escutou a molecada na Prefeitura
MOLECADA NA PREF’S

 “Quero ser que nem o tio Arthur”

O gato do Arthur passou o dia com a molecada; rolou até um tur pela BV City
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Para encerrar a Semana das Crianças com muita diversão, a PMBV programou uma sexta-feira, 15, especial para 20 alunos da rede municipal de ensino. É a primeira ação “Crianças na Prefs”, que começou com um mini tour pela cidade, um rápido piquenique no Complexo Ayrton Sena e um momento descontraído de bate-papo com o prefeito mais gato da região Norte, o Arthur.

“Quando crescer eu quero ser igual o tio Arthur, forte e bonitão”, disse um molequinho todo catarrento, cheio de piolho, tadinho.

O encontro das crianças com o prefeito aconteceu na sala de reuniões do gabinete. Foi o momento que o Arthur ouviu queixas, elogios e sugestões da molecada.

Os pequenos tiveram voz na reunião e também deixaram em forma de desenho o que desejam ter próximo de suas casas. Também ganharam certificados e lembrancinhas.

Questionado sobre Denarium, um danadinho soltou: “minha mãe disse que esse governador só faz é roubar e mata gente no hospital. Tomara que ele tenha é uma caganeira”.

 

Tur pela BV City

Antes do encontro com o prefeito, a criançada se divertiu em um passeio. Passaram por escolas, praças e postos de saúde. Alguns viram pela primeira vez o Parque do Rio Branco e pararam para um rápido piquenique no Ayrton Senna.

 

Capital da Primeira Infância

Boa Vista foi planejada e projetada para as crianças. Hoje é reconhecida em todo o Brasil como a Capital da Primeira Infância. Já foram mais de 22 mil gestações acompanhadas pelo Programa Família que Acolhe desde 2013. São crianças que até hoje recebem atendimento.

Atualmente, são mais de 5,2 mil crianças no Programa Família que Acolhe, 44 mil nas escolas municipais, quase 600 em projetos sociais, 400 nas escolinhas de esportes da Vila Olímpica, 200 no Instituto Boa Vista de Música e 18 acolhidas no abrigo infantil do município.

“Esse tio Arthur é top. Deve pegar gata pra porra. Quando crescer quero seu igual ele”, disse outro molequinho assanhado, todo remelento.

Veja também:

Publicidade